• Licenciatura em Engenharia Civil – FEUP – 1982
  • Mestre em Construções de Edifícios – FEUP – 1989
  • MBA em Engenharia Comercial e de Gestão
  • Ordem dos Engenheiros (OE) – Membro Efetivo
Paulo Pimenta
Sócio-Gerente

Paulo Pimenta, sócio gerente do GEG desde 2000, conclui em 1982 o curso de Licenciatura em Engenharia Civil pela Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. Na mesma instituição universitária obtém, em 1989, o grau de Mestre em Construção de Edifícios. Assinala-se ainda a realização em 1992/1993 do MBA em Engenharia Comercial e de Gestão no Instituto Empresarial Portuense. Entre 1982 e 2012 foi docente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, lecionando as disciplinas do grupo de Estruturas e Gestão de Obras.

Paralelamente ao exercício da docência, desenvolve atividade profissional como engenheiro civil desde 1982, desenvolvendo trabalho nas áreas das aplicações em cálculo automático, projetos de edifícios e pontes, e planeamento de obras.

Inicia uma colaboração regular com o GEG – Gabinete de Estruturas e Geotecnia em 1987, na época da sua fundação. Em 1994, na sequência do lançamento do concurso público internacional do Sistema de Metro Ligeiro da Área Metropolitana do Porto e da participação do GEG no consórcio Normetro, integra a título definitivo a equipa da empresa, assumindo internamente a coordenação deste dossier. Em virtude do envolvimento crescente na vida do GEG e da assunção da coordenação de projetos de grande envergadura, torna-se sócio-gerente da empresa em 2000, assumindo funções de gestão e controlo financeiro, bem como a direção do departamento de Estruturas.

Nos primeiros anos da década de 2000, lidera a elaboração do projeto de internacionalização, estabelecendo os primeiros contactos com o mercado angolano em 2003 e expandindo a implantação do GEG internacionalmente no Médio Oriente.

Paulo Pimenta, como sócio gerente, assume a responsabilidade da gestão de operações da gestão de projetos e do sistema de gestão da empresa. Além disso, coordena o processo de internacionalização em mercados como Médio Oriente, Ásia, Angola e Moçambique, incluindo a coordenação de projetos nacionais e internacionais.

Scroll Up