Created with Sketch.
Transportes - Pontes & Viadutos

Viaduto do Parque da Paz

SOBRE

Este projeto compreende um viaduto com 170 metros de comprimento, localizado num meio urbano, sobre o Parque da Paz. O viaduto é composto por dois viadutos independentes, sendo um para o trânsito rodoviário e o outro para o sistema de metro ligeiro do Sul do Tejo.

O objetivo da intervenção do GEG foi o desenvolvimento de um projeto variante ao projeto original, realizado por uma terceira empresa. O principal objetivo do projeto variante foi a definição de uma solução estrutural mais simples para os tabuleiros, no sentido de tornar a sua execução mais rápida, eliminar interdependências do tabuleiro rodoviário com o tabuleiro ferroviário e simplificar o sistema de apoio dos tabuleiros. Para o projeto variante foram consideradas algumas restrições impostas pelo cliente, tais como a manutenção dos alinhamentos de pilares e encontros, a utilização das estacas entretanto executadas e a manutenção tanto quanto possível da secção transversal dos pilares.

170 metros de comprimento

2 viadutos independentes

Trânsito rodoviário
Metro ligeiro

32 metros
vão de maior extensão

A extensão total do viaduto foi vencida em 7 vãos, sendo o vão central aquele que apresenta a maior extensão com 32 metros. O alinhamento horizontal do viaduto conta com um segmento reto de 70 metros e perfil vertical com uma inclinação média de 2.5%. O viaduto rodoviário tem 9,50 metros de largura, com duas vias de trânsito e um passeio. O viaduto ferroviário tem 10,20 metros de largura, comportando duas vias, uma em cada sentido, e um passeio. Os viadutos encontram-se separados por uma junta longitudinal com 10 cm.

O material definido para a estrutura e fundações dos viadutos foi o betão armado, sendo as vigas do tabuleiro compostas por cabos de pré-esforço direcionados longitudinalmente. Toda a estrutura foi betonada in situ, com a cofragem apoiada no terreno. O tabuleiro é composto por duas vigas com 1,60 m de altura, ligadas por uma laje intermédia com 0,30 m de espessura corrente, que se prolonga para além das vigas, em consola, para o passeio. Cada tabuleiro é uma estrutura contínua, totalmente ligada aos quatros pilares centrais e simplesmente apoiado nos restantes pilares e encontros. O faseamento construtivo do tabuleiro foi dividido por tramo, vão a vão, com início num encontro. As juntas de betonagem de cada segmento betonado in situ foram projetadas para as zonas com menor momento flector.

Factos
Created with Sketch. Ano: 
2004
Created with Sketch. Cliente: 
MTS, Metro Transportes do Sul, S.A.
Created with Sketch. Serviços: 
Projeto de execução, Engenharia de estruturas, Projeto de fundações, Estudos geológicos e geotécnicos, Consultoria e assistência técnica em obra
LOCALIZAÇÃO
Almada, Portugal
Scroll Up